terça-feira, 12 de maio de 2009

Os objetivos da alfabetização sendo postos em prática.


Objetivos:
· Estimular a pronúncia clara dos sons;
· Perceber os sons da língua;
· Distinguir a pronúncia de alguns sons da língua, tais como: t/d, f/v, p/b, q/g que são muito parecidos;

Descrição detalhada da atividade:
Vou escrever no quadro este poema para que os alunos copiem:

O dia das mães de dona Girafina

Quem a vê tão elegante
Colar azul ao pescoço
Esmalte e batom brilhantes
Nem pensa no alvoroço.
Quando dona Girafina
Em sua casa entrou Fora feita uma faxina
Que muito a agradou.
Paredes foram pintadas
Os brinquedos no lugar
As cortinas perfumadas
Quem queria lhe ajudar?
Curiosa ela meteu A cabeça na janela
Foi então que percebeu
A fadinha amarela.
Que sorrindo veio voando
E seu pescoço abraçou
E foi logo lhe falando:
Foi seu filho quem mandou.
Ele disse que você É uma mãe maravilhosa
Que é igual a um buquê
Das mais perfumadas rosas.
A cada mãe parabéns!
Nesse dia especial
Sejam felizes também
Ser mãe é fenomenal.

Vou lê-lo de forma pausada e bem articulada e pedir que os alunos prestem atenção, depois eles lerão sozinhos e pedirei que eles pintem de uma mesma cor as letras que apresentam sons parecidos, farei a correção no quadro, sempre dando ênfase a pronúncia das palavras.

Idade a qual se refere:
· De 6 a 8 anos;

Argumentação:
A criança deve ter o professor como exemplo de leitor, por isso a cada aula deve-se ter um momento em que o professor se dispõe a ler para seus alunos e estes devem sempre ter o texto lido em mãos para acompanhar junto. O fato de pintar de cores semelhantes as letras que apresentam sons parecidos auxilia na memorização e ajuda o discente a memorizar e saber utilizar a letra certa na hora da escrita.


Objetivos:
· Desenvolver a memorização;
· Desenvolver habilidades lingüísticas e cognitivas;
· Desenvolver a interpretação;

Descrição detalhada da atividade:
Levarei cinco quadrinhos para cada aluno que indicam ações seqüenciais em um diálogo e pedirei que eles colem a figura seguindo a ordem de acontecimentos e que coloquem abaixo de cada uma o que esta se passando. Depois trarei algumas embalagens de alimentos e afins que fazem parte do cotidiano deles colarei no quadro e pedirei que venha de um a um e escreve embaixo o nome correspondente a cada produtos. Cada um terá sua embalagem.

Idade a qual se refere:
· 6 anos;

Argumentação:
Quando os alunos conseguem através de imagens descrever acontecimentos e através de slogan reconhecer o nome de produtos sua habilidade lingüística e cognitiva estão sendo ativadas junto com sua interpretação e memorização. Sendo assim observarei cada um tentando ver seu desempenho.

Objetivos:
· Reconhecer a ortografia das palavras;
· Desenvolver a compreensão da leitura;
· Comparar textos novos com já lidos;

Descrição detalhada da atividade:
Apresentaria dois textos de diferentes gêneros uma canção e uma fábula.

A canção seria o texto conhecido:

Se a Rua Fosse Minha

Se essa rua se essa rua fosse minha
Eu mandava eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas com pedrinhas de brilhantes
Para o meu para o meu amor passar

Nesta rua nesta rua tem um bosque
Que se chama que se chama solidão
Dentro dele dentro dele mora um anjo
Que roubou que roubou meu coração

Se roubei se roubei teu coração
Tu roubaste tu roubaste o meu também
Se roubei se roubei teu coração
É porque, só porque te quero bem.

E a fábula o desconhecido:

A tartaruga e a lebre
Um dia uma tartaruga começou a contar vantagem dizendo que corria muito depressa, que a lebre era muito mole, e enquanto falava, a tartaruga ria e ria da lebre. Mas a lebre ficou mesmo impressionada foi quando a tartaruga resolveu apostar uma corrida com ela.
"Deve ser só de brincadeira!", pensou a lebre.
A raposa era o juiz e recebia as apostas. A corrida começou, e na mesma hora, claro, a lebre passou à frente da tartaruga. O dia estava quente, por isso lá pelo meio do caminho a lebre teve a idéia de brincar um pouco. Depois de brincar, resolveu tirar uma soneca à sombra fresquinha de uma árvore.
"Se por acaso a tartaruga me passar, é só correr um pouco e fico na frente de novo", pensou.
A lebre achava que não ia perder aquela corrida de jeito nenhum. Enquanto isso, lá vinha a tartaruga com seu jeitão, arrastando os pés, sempre na mesma velocidade, sem descansar nem uma vez, só pensando na chegada. Ora, a lebre dormiu tanto que esqueceu de prestar atenção na tartaruga. Quando ela acordou, cadê a tartaruga? Bem que a lebre se levantou e saiu zunindo, mas nem adiantava! De longe ela viu a tartaruga esperando por ela na linha de chegada.
Descrição detalhada da atividade:
Entregaria uma cópia do texto “A tartaruga e a lebre” impresso a todos os alunos e pediria que cada um lesse uma parte do texto em voz alta, depois perguntaria o que eles entenderam, trabalhando assim a parte lingüística e cognitiva dos mesmos. Depois trabalharia a canção conhecida por todos na sala de aula, pediria que eles me auxiliassem na escrita dela no quadro, perguntando como se escrevem as palavras.

Idade a qual se refere:
· 8 a 9 anos.

Argumentação:
Trabalharia a parte lingüística ao mandar eles fazerem a leitura em voz alta e depois a parte da compreensão textual perguntando o que eles compreenderam do texto. Demonstraria como a construção de um texto fica fácil quando o conhecemos de co e faria eles se reportarem a sua bagagem de conhecimento os instigando a lembrar de palavras que escrevem com a ortografia parecida com a que eles estarão me ajudando a escrever. Dessa forma conseguiria atingir os objetivos correlacionados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário